Tikun Olam - o aprimoramento do mundo




Tikun Olam significa literalmente conserto do mundo. Tikun é o substantivo do verboלתקן letaken que significa reparar, consertar. É um dos conceitos mais bonitos do judaísmo, expressa tudo aquilo que podemos fazer para melhorar nosso entorno, ajudar o próximo e harmonizar nossos dias na Terra. Certamente o movimento começa dentro de cada um de nós. Por isso, vamos aproveitar o período de reflexão entre Rosh Hashaná e Iom Kipur e ensinar algumas palavras que fazem parte desse processo de conserto do mundo, o tikun olam.


Tzedek צדק

Começamos com "tzedek", que significa justiça em seu conceito mais amplo.

"Tzedaká", com o mesmo radical, é o ato de apoiar os socialmente fragilizados, ou seja, a pessoa está fazendo justiça quando ajuda o próximo.

“Tzadik" é o justo, os grandes sábios do judaísmo são considerados como tzadikim, os justos.



Kavod – respeito, honra

Ela está nos 10 mandamentos:

Respeite seu pai e sua mãe.” KABED ET AVICHA VE ET IMECHA כַּבֵּד אֶת-אָבִיךָ וְאֶת-אִמֶּךָ

Quando queremos parabenizar alguém por um feito, dizemos kol hakavod! Essa expressão é extremamente popular em Israel. Substitui o nosso “muito bem” ou “parabéns”. Em hebraico a forma é diferente: “a você, todo o meu respeito”, ou “você merece todas as honrarias”.


Reparem que kavod כבוד respeito e kaved כבד pesado têm o mesmo radical. Como já expliquei algumas vezes, hebraico é uma língua extremamente filosófica e muitos são os ensinamentos que podemos tirar associando palavras de mesmo radical. E então... como o respeito pode ser pesado? Respeitar é um fardo? Ser respeitado requer esforço?

Estão todos convidados a deixar suas interpretações por aqui e filosofarmos juntos...


Ahavá - amor

O sentimento que está na base das relações, אהבה - ahavá - amor.

Amor é o fundamento principal da nossa vida. Sem amor não gostamos de nós mesmos e somos, então, incapazes de enxergar o próximo. É o amor que alimenta a alma e nos dá condição de viver em sociedade.

O amor tem um papel central numa das mais significativas rezas do judaísmo, o Shemá, um dos poucos trechos da Torá que constam de nossa liturgia.

Veahavta et Adonai Eloêcha - Você amará Adonai, seu Deus …

… bechol levavchá - com todo o seu coração …

… bechol nafshechá - com toda a sua alma …

… uvechol meodecha - e com toda a sua força.

Perceba que o verbo da sentença é amar, não é respeitar, não é temer, não é reverenciar.

Perceba também como é complexa a exigência deste mandamento.

Pois é possível agir por respeito a Deus, por temor ou reverência e muito provavelmente isto vai fazer com que uma pessoa que te observe conclua que você é um seguidor dos preceitos religiosos.

Mas o judaísmo não quer apenas o que você demonstra para o exterior. Ele te exige também que você abrigue a Deus no recôndito do seu coração. Num lugar oculto à visão externa.

E que a força das tuas ações e o pensamento da tua alma seja liderado por este amor, que só é conhecido por você.

Fica a pergunta essencial: é possível obrigar alguém a amar?

0 views

Certificado Reconhecido pelo Museu Judaico do Rio de Janeiro

Escreva, pergunte, proponha e se

aconselhe conosco em:

contato@hebraicosimples.com

  • Facebook
  • Instagram Social Icon
  • YouTube

Copyright 2020 © Todos os direitos reservados - Hebraico Simples o jeito mais simples de aprender hebraico.